Pai mata filho de 6 meses com tiro no peito após mulher negar sexo

Pai mata filho de 6 meses com tiro no peito após mulher negar sexo

Um jovem de 25 anos foi preso após matar o próprio filho, um bebê de seis meses, em Luziânia, Goiás, nessa quarta-feira (12). Ele se irritou após a mulher se recusar a fazer sexo e atirou no peito da criança. A prisão ocorreu em flagrante e ele confessou ter cometido o crime.


Aos policiais, o autor disse que queria fazer sexo com a esposa e ela se negou. Foi então que pegou uma garrucha calibre 22 em um cômodo da casa. Ele foi até o quarto onde o bebê estava deitado no berço e questionou a mulher se ela duvidava de que ele teria coragem de atirar.


Apesar da mulher ter pedido para o companheiro manter a calma, ele efetuou o disparo no peito do bebê. A delegada responsável pelo caso destacou que os pais da vítima tinham utilizados drogas e ingerido bebida alcoólica antes de dormirem. Antes de atirar no filho, o jovem apontou a arma para a mulher e a ameaçou.


Uma vizinha do casal acionou os militares após ouvir gritos da mulher pedindo socorro. Porém, a mãe não lembra desse fato, o que para a delegada indica que ela tenha ficado em estado de choque. Em depoimento, ela afirmou que teve um apagão, sem saber se foi decorrente de um desmaio ou se dormiu.


Ao acordar, ela levou o filho à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ele já estava morto. O pai da vítima responderá por homicídio e ainda pode ser indiciado por ameaçar a mulher. Ele não tinha passagens pela polícia.